Tireoidite de Hashimoto: O que é essa inflamação?

É preciso estar sempre atento para o aumento da tireoide

Você sabe o que é Tireoidite de Hashimoto?

A Tireoidite de Hashimoto é uma doença autoimune que tem como principal característica a inflamação da glândula tireoide. É muito importante cuidar dessa glândula, pois sua função é liberar hormônios. Se ela não estiver funcionando corretamente pode liberar em excesso, como é o caso do hipertireoidismo, ou pode liberar em quantidade insuficiente, recebendo o nome de hipotireoidismo.

Também conhecida pelo nome de Síndrome de Hashimoto, ela é a principal causa do Hipotireoidismo. Esse nome ficou conhecido após a modelo americana Gigi Hadid afirmar ter essa doença. A declaração foi feita em seu twitter após muitos comentários sobre o seu corpo, que antes era considerado acima dos padrões impostos para modelos e agora estava abaixo.

Causas da doença

Ainda não há uma explicação sobre o que faz a glândula da tireoide funcionar incorretamente. A única coisa que se sabe é que por algum motivo desconhecido, o organismo começa a produzir anticorpos que atacam suas células.

Apesar de a doença poder acontecer em qualquer idade, as pessoas mais velhas são as mais atingidas. Também é mais provável o aparecimento dela em mulheres do que em homens e é comum que pessoas da mesma família possuam essa doença. Esse último fator indica uma possível doença genética.

Sintomas do Hipotireoidismo

Os sintomas da doença demoram para aparecer e costumam ser notados apenas quando a doença já está instalada. Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia os principais sintomas da Tireoidite de Hashimoto são:

  • Depressão
  • Intestino Preso
  • Diminuição da memória
  • Cansaço e sonolência
  • Menstruação irregular
  • Ganho de peso e aumento do colesterol
  • Dores musculares
  • Pele seca

O que fazer caso sentir alguns desses sintomas?

Para descobrir se tem essa doença ou não é necessário observar se há um aumento da tireoide. Também é indicado realizar alguns exames de sangue que permitem verificar a dosagem de hormônio no sangue. Lembrando que ao notar qualquer sintoma da doença é necessário procurar um endocrinologista. Ele fará os exames necessários e indicará o tratamento correto caso a doença seja diagnosticada.

 

Não encontrou aqui todas as informações que buscava? Deseja ser atendido por um de nossos especialistas? Clique no link abaixo e agende sua consulta:

AGENDE ONLINE!
AGENDE ONLINE NOSSAS UNIDADES