Ginecologista Infantil: O que faz esse profissional?

O ginecologista infantil é o responsável por cuidar da saúde de crianças e adolescentes

O acompanhamento e a realização de check-ups médicos regulares são fundamentais para os cuidados com a saúde e a prevenção de doenças. No caso de pacientes mulheres, podem começar bem cedo, sob a supervisão de um ginecologista infantil. Consultório de ginecologia, afinal, não é só para adultas.

Além da figura do pediatra, esse especialista pode zelar por meninas e adolescentes no que diz respeito a seu desenvolvimento corporal e a outras questões comuns, como corrimento e aderência dos pequenos lábios durante a infância.

Para saber mais sobre o tema e sobre o trabalho do ginecologista infantil, continue a leitura de nosso artigo a seguir e esclareça suas principais dúvidas sobre o tema!

Afinal, o que faz a área de ginecologia infanto puberal?

A ginecologia infanto puberal é uma subárea da especialidade médica em que o ginecologista infantil é o especialista que tem como principal função cuidar da saúde da mulher, nesse caso, de crianças e adolescentes.

O atendimento para essa faixa etária é feito para prevenir diversas doenças que podem ser causadas por casos em que há má higiene, compartilhamento de objetos pessoais e falta de cuidados específicos com os órgãos que compõem o aparelho reprodutor feminino.

Existem também diversas mães que procuram o médico para descobrir qual a causa dos corrimentos vaginas, dores mamárias e alterações hormonais nas crianças. Porém, um dos principais distúrbios pelo qual esse profissional é procurado é a sinéquia, condição que causa aderência dos pequenos lábios durante a infância.

Como são as primeiras consultas com o ginecologista infantil?

Quando a criança tem até 8 anos, as consultas costumam ser voltadas para o seu crescimento e higiene. Depois dessa idade, até os 13 anos é possível que os assuntos fiquem mais voltados para o crescimento de pelos pubianos, ciclos menstruais e aparecimento das mamas, além de orientações importantes para os primeiros contatos com a sexualidade.

Já no atendimento com as meninas mais maduras e com a idade acima dos 14 anos, podem surgir dúvidas quanto a relacionamentos sexuais e sobre a necessidade de conhecer métodos contraceptivos, tais como pílulas anticoncepcionais, DIU e camisinha.

Nessa fase é muito importante que os pais não deixem de levar suas filhas ao consultório do ginecologista. Assim, há mais garantias de que a vida amorosa delas se inicie com saúde, sem tabus ou desinformação.

Durante a primeira consulta o médico realizará diversas perguntas para a paciente, como qual o motivo de ir até lá, se há algum problema de saúde, se alguém da família tem doença genética, etc. Tudo para identificar quaisquer riscos e atuar sempre de modo preventivo, respeitando o perfil e a individualidade de suas pacientes.

Quais as principais dúvidas sobre a ginecologia infantil?

Agora que você já conhece mais sobre essa área de atuação, que tal esclarecer algumas dúvidas sobre o trabalho do ginecologista infantil? Abaixo, separamos as perguntas e respostas mais comuns. Acompanhe.

Qual é a idade ideal para procurar esse profissional?

Não existe uma idade certa para procurar esse especialista. Ele deve ser procurado sempre que houver dúvidas ou doenças que estejam relacionadas ao sistema genital.

Contudo, a consulta começa a ser necessária após a primeira relação sexual. Isso porque é importante que a adolescente tire todas as suas dúvidas, realize exames ginecológicos, receba orientações sobre doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e, também, sobre gravidez indesejada.

É obrigatória a realização de exames?

Não é obrigatória a realização de exames, essa parte fica a critério da paciente. Porém, eles são extremamente importantes, pois ajudam a prevenir e tratar rapidamente diversas doenças que podem atingir as mulheres.

Os procedimentos são diferentes para as meninas que nunca tiveram relações sexuais, havendo apenas métodos superficiais, como exame de toque na mama, no qual o ginecologista infantil verifica como está o abdômen e o órgão genital externo.

Além disso, é comum que haja solicitação de ultrassom pélvico, no qual há uma análise completa da integridade de útero, tubas uterinas e ovários.

Quais são as causas mais comuns que levam à procura por um ginecologista infantil?

Em cada faixa etária da infância das meninas, há inúmeros motivos que podem levar suas famílias a buscarem pela assistência desse especialista. Veja, a seguir, alguns deles.

Sinéquia de pequenos lábios

Especialmente entre a faixa de 3 meses a 6 anos de idade, meninas podem ter os pequenos lábios fundidos de modo integral ou parcial. Acredita-se que a condição afete cerca de 10% das garotas com essa idade.

Vulvovaginites

Nesse caso, vulva e vagina ficam inflamadas simultaneamente e, com isso, fica fácil surgir o corrimento. As vulvovaginites podem ser causadas por fungos, vírus e bactérias.

Entre seus sintomas mais comuns, é válido citar coceira, vermelhidão, dor e secreção vaginal intensa. Segundo informações do Minuto Saudável, as vulvovaginites são responsáveis por cerca de 87% das visitas de responsáveis com crianças e adolescentes mulheres ao ginecologista.

Educação sexual

Aqui, cabe todo o aconselhamento e as orientações necessárias para que as pacientes possam tomar boas decisões desde os primeiros contatos com a sexualidade. Seja em se tratando de masturbação, sexo ou de contracepção, o diálogo com um ginecologista infantil é garantia de mais tranquilidade quando chegarem os momentos certos para dar novos passos.

A mãe deve participar da consulta?

Até os 13 anos de idade é indicado que a mãe participe da consulta. Após os 14 anos, essa decisão fica a critério do médico e da paciente. Isso porque muitas adolescentes não se sentem à vontade de tirar dúvidas sobre temas como sexo na frente dos pais.

Como você pôde perceber, o papel do ginecologista infantil é de suma importância para as meninas que ainda não entraram an adolescência. É essencial que seus pais procurem por especialistas de excelência, preparados para lidar com mulheres de todas as idades e que proporcionem a elas uma experiência de qualidade em tudo que diz respeito a sua saúde sexual e genital.

E você? Precisa atualizar seus exames ou quer acompanhar uma menina à sua primeira consulta com o ginecologista? Então, clique no link abaixo e agende uma consulta com um de nossos especialistas!

Não encontrou aqui todas as informações que buscava? Deseja ser atendido por um de nossos especialistas? Clique no link abaixo e agende sua consulta:

AGENDE ONLINE!
AGENDE ONLINE NOSSAS UNIDADES