Endocrinologista: como esse profissional pode ajudar na sua saúde?

Entender a função do médico endocrinologista é essencial na hora de procurar ajuda para solucionar alguns problemas de saúde. Principalmente quando surgem dúvidas com relação a qual profissional recorrer, não é mesmo?

Pois bem, para doenças relacionadas ao mau funcionamento das glândulas, o endocrinologista é o especialista mais preparado para ajudar. Essas estruturas — chamadas de glândulas endócrinas — são responsáveis pela produção e liberação de hormônios que controlam as funções dos órgãos do corpo.

Tendo isso em vista, vamos apresentar algumas situações em que você deve procurar um endocrinologista. Veja quais são e como manter a sua saúde em dia! Boa leitura!

Qual o papel do endocrinologista?

O papel do endocrinologista é avaliar, diagnosticar e cuidar de doenças relacionadas às glândulas responsáveis pelo funcionamento do organismo. Esse controle é feito por meio dos hormônios produzidos por essas estruturas.

Quando essas glândulas não desempenham bem o seu papel, a tendência é o surgimento de doenças como o diabetes, problemas na tireoide e ganho de peso. Esses e outros desequilíbrios exigem o acompanhamento do endocrinologista para evitar que evoluam para situações mais graves e mais difíceis de curar.

Muitos não sabem que esse profissional pode ajudar pessoas de todas as idades, inclusive crianças que apresentam desvios nutricionais, dificuldade de crescimento e problemas típicos do desenvolvimento físico. Logo, conhecer as doenças que exigem a procura de um profissional da endocrinologia é importante para direcionar o tratamento mais adequado.

Como esse profissional pode ajudar você a ser mais saudável?

O papel do endocrinologista é descobrir, tratar e acompanhar pacientes que apresentam distúrbios provocados por algum desajuste hormonal. Tais desordens podem surgir por diversos fatores: genéticos, psicológicos, por influência do estilo de vida, ou de caráter ambiental.

Listamos alguns problemas que exigem o tratamento com endocrinologista. Veja quais são!

Distúrbios hormonais da puberdade

Algumas crianças podem desenvolver precocemente odor axilar atípico, pelos pubianos e o desenvolvimento das mamas. Geralmente, essas características resultam de distúrbios hormonais que exigem avaliação de um endocrinologista.

Problemas de crescimento na infância e na adolescência

Na infância ou na adolescência podem surgir alterações que resultam em baixa ou em alta estatura. Normalmente, eles podem surgir por distúrbios da função de uma glândula chamada hipófise. Ela é responsável pela produção do hormônio de crescimento chamado GH.

Por isso, é necessária a realização do acompanhamento periódico com o endocrinologista para a observação dos padrões de crescimento. Essa avaliação permite a conclusão de um diagnóstico adequado e a escolha do tratamento eficaz.

Obesidade

O endocrinologista é o profissional mais indicado para orientação e tratamento dos distúrbios hormonais relacionados ao aumento do peso corporal. Inicialmente, ele solicita exames e, de acordo com o resultado, avalia a necessidade de prescrição de medicamentos específicos para o controle hormonal.

A obesidade é uma condição preocupante, visto que há várias doenças relacionadas ao ganho de peso. Ela é considerada fator de risco potencial para o diabetes, problemas cardiovasculares, ortopédicos, além de ter ligação direta com a progressão de certos tipos de câncer.

Em muitos casos, a dificuldade para emagrecer nem sempre está associada ao estilo de vida, como o consumo de alimentos inadequados ou o sedentarismo (falta de exercícios físicos). Alguns problemas hormonais interferem drasticamente nesse processo e impedem a perda de peso.

Doenças da tireoide

A tireoide é a glândula responsável pela produção de hormônios que controlam o metabolismo em geral. Ela exerce essa função tanto nos homens como nas mulheres. No entanto, os distúrbios de tireoide costumam afetar mais a classe feminina.

Alguns sintomas podem surgir quando os hormônios da tireoide estão desregulados: insônia ou sonolência, constipação ou diarreia, coração acelerado, irritabilidade, pele seca, ganho de peso rápido ou emagrecimento são os mais comuns.

Problemas na glândula suprarrenal

Como sugere o próprio nome, a glândula suprarrenal está localizada acima dos rins. Alterações nessa estrutura podem causar disfunções em vários órgãos, já que ela secreta diversos hormônios que ajudam no desempenho de importantes funções do organismo.

Os problemas relacionados à função da glândula suprarrenal é um dos mais comuns do sistema endócrino. Entre as principais alterações ligadas ao descontrole hormonal destacam-se o aumento de peso, o surgimento de estrias avermelhadas, o excesso de pelos e as alterações na pressão.

Diabetes

Essa doença está relacionada à combinação de diferentes fatores de influência. Entre os mais relevantes destacam-se o excesso de peso, as alterações nos níveis de glicose (o açúcar do sangue), colesterol alto e problemas de pressão.

Vale lembrar que as modificações do organismo que resultarão em diabetes costumam surgir muito tempo antes do diagnóstico de confirmação da doença. Isso exige mais atenção e cuidado e, principalmente, a valorização de medidas preventivas — como a alimentação equilibrada e a prática de atividade física — para reduzir os efeitos desse problema.

No Brasil, a doença cresceu muito na última década e afeta mais de 16 milhões de pessoas, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). As estatísticas são tão preocupantes que a OMS colocou o diabetes como prioridade no controle de doenças crônicas.

Reposição hormonal

Em mulheres com idade maior que 45 anos surgem alterações naturais e progressivas que exigem a reposição hormonal. Essa reposição é feita com hormônios semelhantes aos produzidos pelo organismo da mulher. O tratamento objetiva diminuir o desconforto e os riscos à saúde que podem surgir na menopausa.

Logo, a análise dos níveis de alteração hormonal e a indicação da dose correta de hormônio são feitas pelo profissional da endocrinologia. Às vezes, o médico pode exigir exames complementares para verificar o desempenho das glândulas e avaliar o risco para o surgimento de doenças, como o câncer uterino e de mama, por exemplo.

Qual a importância do acompanhamento com o médico endocrinologista?

A função do profissional da Endocrinologia é diagnosticar, avaliar, tratar e fazer o acompanhamento dos pacientes que apresentem quaisquer tipos de enfermidades decorrentes de desordem hormonal.

Como os sintomas dos desequilíbrios endócrinos são bastante variados, é necessário ficar atento aos sinais e sintomas das doenças relacionadas ao sistema endócrino. A vigilância constante e a visita periódica ao endocrinologista são essenciais no controle desses desajustes das glândulas.

Logo, o hábito de procurar um endocrinologista é uma forma de controlar diversas doenças. Como os hormônios coordenam todas as funções do organismo, esse é o profissional mais adequado para orientar, tratar e propor medidas preventivas em prol de uma vida mais saudável. E isso para pessoas de todas as idades.

Gostou deste artigo? Aproveite a visita ao nosso blog e veja mais informações sobre a consulta com um endocrinologista!

Não encontrou aqui todas as informações que buscava? Deseja ser atendido por um de nossos especialistas? Clique no link abaixo e agende sua consulta:

AGENDE ONLINE!

Os comentários estão desativados.

 
AGENDE ONLINE NOSSAS UNIDADES