Doar sangue é importante pois contribui para a criação de uma cultura de doação junto à população. No dia 14 de junho se celebra o Dia Mundial do Doador de Sangue. A iniciativa tem como objetivo aumentar os estoques de sangue dos hemocentros, já que com a chegada do inverno esses estoques costumam cair em até 30%.

No Brasil, apenas 1,8% da população é doadora de sangue, mas a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é que entre 3% e 5% da população de um país seja doadora de sangue.

Doar sangue: O que é necessário?

Médicos especialistas das GlobalMed alertam que a ação de doar sangue deve ser um ato constante. Eles destacam que todas as pessoas que puderem doar devem fazê-lo, principalmente quem possui os tipos negativos.

E o que é necessário para doar de sangue? O interessado em doar sangue deve ir até uma unidade dos hemocentros, apresentar um documento oficial com foto e responder a um questionário. Em seguida, passará por uma triagem para avaliar sua condição de saúde e verificar se está apto para doar sangue. Caso o voluntário tenha almoçado, é necessário aguardar três horas após a refeição para fazer a doação.

E quem pode doar sangue? Para ser doador de sangue é preciso ter entre 16 e 69 anos de idade, sendo que a primeira doação deve ser feita obrigatoriamente até os 60 anos. Menores de 18 anos só podem doar com a autorização de um responsável legal. Vale lembrar que os doadores frequentes não podem deixar de obedecer ao intervalo mínimo entre uma doação e outra, que deve ser de dois meses para homens e de três meses para mulheres.

A Fundação Pró-Sangue possui postos de coleta para doação de sangue em São Paulo. As informações atualizadas estão no site da Pró-Sangue.