Dermatologista: o que trata, quando procurar e como escolher!

Você sabia que a pele é o maior órgão do corpo humano? Pois é! Assim como outras áreas do nosso organismo, ela também merece uma atenção especial e o acompanhamento frequente com um médico especializado no assunto: o dermatologista. Esse profissional é o especialista em cuidados com a pele, cabelo, unhas e todos os outros tecidos que são classificados como epiteliais.

Muito além de cuidar apenas da estética, como algumas pessoas acreditam, o dermatologista é responsável por tratar uma série de doenças e complicações, que vão desde as temidas acnes e alergias, até problemas mais graves, como o câncer de pele. Apesar de toda a sua importância, há pacientes que ainda não sabem quando procurar esse tipo de ajuda ou, até mesmo, como encontrar o profissional adequado.

Por isso, elaborei este artigo para explicar tudo o que você precisa saber sobre o trabalho do dermatologista e também trazer dicas preciosas sobre o que deve ser avaliado antes de marcar uma consulta. Confira!

O que trata um médico dermatologista?

Quando se fala sobre dermatologia, é normal que boa parte da população acredite que esse especialista cuida apenas da estética dos pacientes. Nada disso! Podemos dizer que esse médico é o responsável por diagnosticar, tratar e prevenir mais de 3 mil doenças que podem se manifestar na pele, cabelos, unhas e mucosas. Inclusive, esse profissional costuma atender indivíduos de todas as faixas etárias, desde crianças até pessoas na terceira idade.

Além de nos acompanhar na prevenção e tratamento dessas complicações, o dermatologista ainda é capaz de nos orientar sobre os cuidados que devem ser tomados para minimizar determinadas condições que podem ser estéticas. Exemplos disso? As rugas, linhas de expressão, queda de cabelo, acne e oleosidade na pele.

Os estudos

Mas é claro que, para poder atuar com eficiência, esse especialista precisa dedicar muitos anos aos estudos. Primeiro, o profissional que deseja atuar no segmento deve se graduar em Medicina — um curso com duração de 6 anos em carga horária integral. Depois, para serem considerados especialistas no assunto, os médicos investem em um curso de especialização ou residência médica em dermatologia.

Normalmente, essas extensões duram mais 3 ou 4 anos, também em período integral. Ao todo, são, aproximadamente, 9 mil horas dedicadas aos estudos — somente na residência — para que o profissional, finalmente, consiga exercer a sua função.

No fim dessa etapa, ainda é preciso investir em um registro no Conselho Federal de Medicina (CFM), como um especialista em dermatologia. Somente a partir dessa fase, o médico poderá ser reconhecido como um dermatologista habilitado.

Quando devo procurar um médico dermatologista?

Agora que você já sabe mais sobre a atuação do dermatologista, que tal descobrir quando é o momento exato para procurar o acompanhamento desse especialista? Abaixo, listei algumas situações frequentes que merecem a sua atenção.

Sinais na pele

Surgimento de marcas, manchas ou pintas suspeitas na pele são as maiores razões que levam as pessoas a uma consulta dermatológica. Portanto, é importante analisar o seu corpo com frequência para se certificar de que não há nada anormal. Veja alguns exemplos desses sinais:

  • manchas avermelhadas ou que coçam;
  • manchas esbranquiçadas;
  • sinais com textura e bordas irregulares;
  • pintas que mudam de tamanho e cor.

Acne severa

A acne (também conhecida como espinha) é algo comum e que surge, principalmente, entre a população mais jovem. No entanto, há situações em que esse cenário acaba se agravando e, o que antes era somente uma espinha passa a afetar, de forma crônica, todo o rosto do indivíduo — prejudicando, inclusive, a sua autoestima.

O mais comum é que o problema se desenvolva em adolescentes, em pacientes com problemas hormonais ou mulheres durante o período menstrual. Mas, independentemente do quadro, é fundamental agendar uma consulta com um dermatologista para realizar o tratamento ideal e combater o problema o quanto antes.

Queda de cabelo

Percebeu que o seu cabelo está caindo mais do que o normal? Seus fios não estão crescendo novamente e o seu couro cabeludo está ficando repleto de falhas?

Pois saiba que a queda capilar é um problema frequente na população e tem inúmeras causas, como deficiência de nutrientes, estresse agudo ou complicações hormonais.

Mas sem desespero: a boa notícia é que, ao se consultar com um dermatologista, é possível identificar a razão para a queda dos fios e investir no tratamento adequado para tê-los de volta, de forma saudável e permanente.

Unhas enfraquecidas

Como mencionei, o dermatologista é um médico que também cuida da saúde das unhas. Sabe quando elas ficam enfraquecidas e começam a quebrar constantemente? Então, esse é o momento de procurar ajuda médica, já que esse sintoma pode indicar problemas mais sérios, como a anemia.

Há também, outras alterações que, normalmente, atingem as unhas e precisam de acompanhamento profissional. São elas:

  • infecções;
  • unhas amareladas;
  • descascamento;
  • dor.

Sudorese excessiva

Não é difícil encontrar indivíduos que sofram com a famosa sudorese, popularmente conhecida como suor. Embora o suor seja característico do corpo humano — principalmente quando praticamos exercícios físicos ou ficamos em um ambiente com altas temperaturas — há casos em que esse quadro pode se tornar excessivo e comprometer a rotina das pessoas.

Para diagnosticá-la, o ideal é contar com o acompanhamento de um dermatologista que, além de descobrir as suas causas, indicará o melhor caminho para contornar o problema e devolver ao paciente a sua qualidade de vida.

Como encontrar o melhor profissional?

Com o avanço da medicina e, principalmente, com a busca pela autoestima e um visual impecável, cresceu significativamente o número de dermatologistas no Brasil e no mundo.

Por isso, é normal ter dúvidas sobre como encontrar o profissional ideal. Mas graças à tecnologia e ao acesso à informação, existem ferramentas capazes de ajudar nessa tarefa. Saiba mais sobre elas a seguir.

Saiba mais sobre as experiências do profissional

O primeiro passo é conhecer mais sobre as experiências do dermatologista em questão. Por exemplo: se você estiver procurando um médico para combater a acne, o ideal é pesquisar por um especialista no assunto. Já se o objetivo é encontrar um excelente profissional em câncer de pele, a recomendação é checar se o dermatologista possui vasto conhecimento e atuação no segmento.

Pesquise as especializações do médico

Jamais deixe de checar a formação do profissional em questão. Ao conferir esse documento, você poderá visualizar todos os cursos e especializações realizadas pelo médico e se, de fato, ele está preparado para solucionar a sua complicação. Essa consulta pode ser realizada na plataforma Lattes, bastando inserir o nome do dermatologista.

Fuja das promessas milagrosas

Infelizmente, é comum que alguns “profissionais” da área prometam aos seus pacientes tratamentos milagrosos. Mas não se iluda: um bom médico dermatologista jamais deixará de dizer a verdade sobre o seu diagnóstico e, inclusive, sempre alertará o paciente sobre os riscos e os reais resultados que podem ser alcançados em cada procedimento.

Como você pôde perceber, o médico dermatologista é responsável por acompanhar uma série de condições e problemas de saúde, que não se limitam à questões unicamente estéticas. Por isso, lembre-se: não deixe de cuidar da sua pele. Ela é o maior órgão do seu corpo e merece os mesmos cuidados que as demais partes do organismo.

Este artigo foi útil e esclarecedor para você? Então, siga nosso perfil nas redes sociais e mantenha-se atualizado! Estamos no Facebook, Instagram, no Twitter e também no LinkedIn!

Não encontrou aqui todas as informações que buscava? Deseja ser atendido por um de nossos especialistas? Clique no link abaixo e agende sua consulta:

AGENDE ONLINE!

Os comentários estão desativados.

 
AGENDE ONLINE NOSSAS UNIDADES