Suspeita de Coronavírus? Saiba se você está com algum dos sintomas

Saiba como agir diante da suspeita de ter contraído o Covid-19.

Diante de um vírus novo, muitas dúvidas acabam surgindo e a ansiedade diante das incertezas pode aparecer. Mas não se preocupe, já que vários especialistas estão trabalhando arduamente para trazer as mais assertivas informações, assim como métodos de prevenção mais adequados. Nada de pânico caso apresente sintomas que podem ser uma suspeita de ter contraído o Coronavírus.

Sabemos que o vírus pode ser transmitido através do ar por onde pessoas contaminadas estejam, o toque e compartilhamento de objetos. Sendo assim, é recomendado evitar as aglomerações, eventos com grande número de pessoas, transportes coletivos, feiras e qualquer local de convívio entre várias pessoas ao mesmo tempo.

Ainda é importante não compartilhar utensílios como copos, talheres e objetos de uso pessoal. Evitar levar as mãos aos olhos, boca ou nariz, sem antes lava-las atentamente com água e sabão. Também pode ser usado o álcool gel, sendo uma forma rápida e prática de prevenção. O importante é sempre lembrar de manter a higiene pessoal, com foco principal nas mãos.

Locais coletivos ou onde várias pessoas tocaram, precisam ser limpos com o álcool gel ou água sanitária. Esse passo é essencial para diminuir as chances de contágio.

Seguir essas recomendações, fará toda diferença na quantidade de infectados, por isso cada um deve saber da importância de fazer a sua parte corretamente.

Vamos conhecer agora os sintomas mais relatados e curiosidades importantes sobre o novo Covid-19. Acompanhe todas as novidades e fique bem informado com a gente.

Conheça os sintomas do vírus Covid-19:

Se notar a presença dos sinais abaixo:

  • Tosse seca;
  • Febre;
  • Dores no corpo;
  • Dificuldade para respirar;
  • Sintomas de gripe avançada.

É recomendado procurar atendimento em posto de saúde para fazer o teste do COVID-19 imediatamente. Além disso, é importante pessoas que tenham diabetes ou outras doenças preexistentes, tenham acima de 60 anos de idade, sigam todos os cuidados recomendados pelos médicos mesmo que não estejam com sintomas. Estas pessoas são consideradas grupos de risco, já que seus sistemas imunológicos enfrentariam maiores dificuldades no combate ao vírus. Isso é uma atitude que pode salvar vidas, já que estas pessoas têm maiores riscos de ter a doença agravada.

Quem viajou, principalmente para outros países, precisa redobrar os cuidados e seguir as orientações de ficar de quarentena até que se tenha certeza da não existência do Coronavírus.

Existe algum medicamento para os sintomas e prevenção do Coronavírus vírus

Está circulando a informação do FDA para o Plaquinol (Hidroxicloroquina), droga usada para tratamento da malária e chamou atenção na mídia. Isso, devido ao estudo executado através de pequena amostra e que concluiu que ele está significativamente associado à redução da carga viral em pacientes com o COVID-19 e seu efeito é reforçado pela azitromicina.

Ao sexto dia, entre os pacientes que receberam terapia combinada, a porcentagem de casos que ainda apresentam SRAS-CoV-2 não era superior a 5%. Porém, mesmo com esta notícia, ainda há falta de dados complementares e essenciais para se chegar em uma conclusão segura. Sendo assim, nenhum medicamento é indicado, até o momento.

A Anvisa e todos os órgão de saúde enfatizam para os cuidados com automedicação. Qualquer medida precisa ser decidida e acompanhada apenas pelos médicos.

Tecnologia como a telemedicina auxilia o combate ao vírus COVID-19

Um dos principais cuidados para prevenir a disseminação do vírus Coronavírus é manter o isolamento de locais com grande circulação de pessoas. Evitar contato com ambientes externos é muito importante neste momento e pode ser o ponto chave para evitar excesso de casos, sobrecarregando dessa forma os sistemas de atendimento à saúde.

A telemedicina é recomendada por especialistas nestes períodos, já alcançando maior procura. Isso possibilita muitas pessoas de não frequentarem os hospitais e clínicas, que além de evitar a exposição e riscos de contato com o vírus Covid-19, favorece e deixa espaço para quem realmente precisa de atendimento emergencial.

Mitos e verdades sobre as notícias que estão circulando

Neste momento de pandemia, muitas informações começam a circular entre grupos de WhatsApp, redes sociais e até no boca a boca. Mas de tudo isso, muitas delas são consideradas fake News. Muito cuidado para não tomar medidas indevidas e sempre buscar confirmar qualquer novidade por canais confiáveis ou através do site do Ministério da Saúde.
Conheça algumas das falsas notícias que estão circulando e mantenha-se atento:

  • Está circulando que órgãos de saúde estão realizando teste em casa, através de coleta domiciliar, para checagem se a pessoa que apresenta sintomas contraiu o vírus COVID-19. Não abra a porta se alguém aparecer solicitando checar a residência.
  • Que o vírus morre em temperaturas superiores a 26 graus, é outra Fake News e sem validação científica.
  • Remédios confirmados para prevenção e tratamento, ainda estão em fase de testes e a Anvisa proíbe expressamente a automedicação.

O mais importante é manter a calma diante de algum sintoma, já que podem ser facilmente confundidos com uma gripe comum. Diante de qualquer suspeita busque atendimento médico e acompanhe as recomendações dos especialistas.

Não encontrou aqui todas as informações que buscava? Deseja ser atendido por um de nossos especialistas? Clique no link abaixo e agende sua consulta:

AGENDE ONLINE!

Os comentários estão desativados.

 
AGENDE ONLINE NOSSAS UNIDADES