Como se prevenir para não contrair o Coronavírus

Diante de tantas informações circulando nos meios de comunicação, precisamos ficar atentos para seguir corretamente as medidas de prevenção contra o Coronavírus. Evitar informações provenientes de canais duvidosos e tomar muito cuidado com as notícias falsas é essencial.

Diante de tantas informações circulando nos meios de comunicação, precisamos ficar atentos para seguir corretamente as medidas de prevenção contra o Coronavírus. Evitar informações provenientes de canais duvidosos e tomar muito cuidado com as notícias falsas é essencial.

Vamos agora deixar claro, todas as novidades já testadas e aprovadas pelos órgãos competentes de todo o mundo e assim tranquiliza-lo sobre como se prevenir dessa pandemia.

Mas você sabe o que significa pandemia? Pandemia acontece quando uma doença se espalha rapidamente por grande área geográfica, não estando limitada a apenas uma cidade ou estado, por exemplo. Atualmente, com a globalização, as doenças podem se espalhar com maior facilidade que antigamente. São muitas viagens, transações, mercadorias e alimentos circulando de maneira facilitada entre os mais diversos continentes.

As últimas informações da Organização Pan-Americana, a grande maioria as pessoas que se infectam pelo novo Coronavírus sentem sintomas leves da doença, geralmente uma coriza e tosse seca. Apenas cerca de 5% dos infectados apresentam um quadro crítico, que pode levar para a morte.

Sendo assim, nada de pânico. Apenas foque em sanar suas dúvidas e tome todas as precauções até essa crise terminar.

Vamos agora te manter ciente de tudo que é necessário para tomar todas essas medidas de prevenção do Coronavírus e se sentir mais tranquilo quanto a sua segurança e de toda a família.

O que é o Coronavírus (COVID-19)?

Coronavírus foi detectado pela primeira vez no dia 31 de dezembro de 2019, na China. Ele provoca doença da classe das infecções respiratórias. Esse nome foi dado pois ao se observar no microscópio, que o vírus se assemelha com o formato de uma coroa.

Qual o período de incubação do Coronavírus?

Incubação seria o período que leva entre a pessoa contrair o vírus, ou seja, ser infectado e as primeiras manifestações dos sintomas. Segundo as pesquisas e estudos realizados até o momento, este período leva em média de 2 a 14 dias.

Quais são os meios de transmissão?

A facilidade que o Coronavírus se espalha de pessoa para pessoa é preocupante e faz com que os cuidados tenham que ser rigorosamente respeitados. As formas de contaminação identificadas são:

  • Espirro;
  • Tosse;
  • Gotículas de saliva;
  • Catarro;
  • Contato próximo com o cumprimento;
  • Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguindo para boca, nariz ou olhos.

Qual o período que o vírus pode ser transmitido entre humanos?

Podemos dizer que o período de transmissão pode ser considerado enquanto durarem os sintomas. Via oral, pode ocorrer a transmissão mesmo após a resolução dos sintomas, mas a duração da transmissibilidade do Coronavírus é desconhecida.

Sendo assim, é muito importante respeitar a quarentena e mesmo após estar melhor, tomar todos os cuidados de higiene que estão sendo divulgados pelo Ministério da saúde.

A principal recomendação é para que as pessoas fiquem em casa. Só sair em casos de extrema necessidade como ir até a farmácia, comprar mantimentos ou para as pessoas que trabalhem nas áreas de atenção básica.

As principais áreas que não param são relacionadas com: hospitais, postos de combustível, alimentação, delivery e lojas no modelo de e-commerce.

É necessário usar máscara de proteção em ambientes externos?

Uma dúvida comum é sobre as pessoas que necessitam usar as máscaras de proteção. Se todos precisam utilizar, só os infectados ou se ela é útil para quem é considerado grupo de risco.

O grupo de risco envolve: idosos, pessoas com doenças crônicas preexistentes, pessoas com doenças respiratórias ou que diminuam a imunidade, gestantes e mulheres com até 45 dias de pós-parto.

O Ministério da saúde recomenda o uso de máscaras para todas as pessoas, quando precisarem sair de casa, seguindo as recomendações para a máscara não perder a validade.

O que pode substituir o álcool em gel para higienizar as mãos?

As mãos acabam sendo transmissoras do Coronavírus, já que entram em contato com objetos e superfícies e depois acabam sendo levadas até a boca, olhos ou nariz. Por isso, é muito importante higienizar as mãos diversas vezes ao dia, assim como sempre que entrar em contato com ambientes externos.

Na ausência de local adequado para lavar as mãos com água e sabão, pode ser utilizado o álcool gel. Tanto a água com sabão, quanto o álcool gel são recomendados para desinfecção.

Principais sinais do Coronavírus

Os primeiros sintomas de infecção pelo COVID-19, são relacionados com o sistema respiratório. Geralmente se sente: tosse seca, febre e dificuldade de respirar.

Cuidados básicos a serem seguidos:

  • Lavar as mãos por mais de 20 segundos com frequência e na ausência dessa opção, utilizar o álcool gel para limpeza.
  • Evitar coçar áreas como olhos, boca e nariz com as mãos.
  • Evitar se aproximar de pessoas doentes;
  • Limpar e desinfetar superfícies, objetos e chão dos ambientes;
  • Cobrir o rosto ao espirrar ou tossir com o auxílio de lenço descartável.
  • Se estiver doente, ficar em casa.
  • Aos profissionais da saúde, é importante seguir as recomendações padrões e utilizar todos os equipamentos de proteção individual, evitando o contato principalmente com gotículas de saliva.

Seguindo essas recomendações você contribui não só com a sua saúde e sim de toda a população.

Quer saber se você pode estar com os sintomas, acesse a Enfermeira Virtual da Assina Saúde e saiba mais: CLIQUE AQUI!

Não encontrou aqui todas as informações que buscava? Deseja ser atendido por um de nossos especialistas? Clique no link abaixo e agende sua consulta:

AGENDE ONLINE!

Os comentários estão desativados.

 
AGENDE ONLINE NOSSAS UNIDADES