Clínica de Endocrinologia: Como escolher a melhor para você.

Como escolher uma clínica de endocrinologia?

Para escolher uma clínica de endocrinologia é importante verificar alguns pontos chaves essenciais para um bom tratamento. Mas você sabe quais áreas o endocrinologista atua? Vamos descobrir tudo isso neste artigo.

A clínica de endocrinologia tem o especialista que se dedicou a esta parte do corpo humano após a graduação em medicina. Nesta especialização o foco são as glândulas do corpo e os hormônios que elas secretam. No corpo os hormônios são fundamentais para regularem diversas funções vitais.

Os hormônios percorrem pelo corpo através da corrente sanguínea. Dessa forma cada qual com sua especialidade agindo em cada órgão e disparando suas funções. Muitas pessoas não sabem que temos diferentes glândulas em diversas partes do corpo, que disparam os hormônios. Vamos conhecer essas glândulas e suas funções? Qualquer desregulação pode ser tratada na clínica de endocrinologia.

Hipotálamo

Esta glândula fica no cérebro e faz ligação entre o sistema endócrino e o sistema nervoso central do corpo. No caso de algum problema nesta ligação, prejudicando a secreção hormonal, muitos sintomas podem aparecer. Diante disso doenças e necessidades de tratamentos podem surgir ao se manifestarem de várias formas, como a temperatura corporal, humor, sono, sede, apetite e como manter de maneira geral os hormônios do corpo.

Hipófise

Também conhecida como glândula pituitária, fica localizada no cérebro. A hipófise é responsável por orquestrar diversas outras glândulas do corpo. Por este motivo é considerada uma glândula mestra.

Adrenais

Esta glândula fica responsável pelos tão falados, hormônios relacionados ao estresse. Ela libera o cortisol, que atua em momentos que necessitamos de uma rápida ação. Por exemplo, quando precisamos fugir de uma situação de perigo, ele age alimentando o corpo de energia suficiente. Dele fazem parte a região do córtex e da medula.

Na medula acontece a produção da adrenalina e da noradrenalina. Com certeza já ouviu falar desses hormônios, certo? Mas qual a real função de cada um deles? Vamos descobrir:

  • Adrenalina: ela é responsável por diversas reações que sentimos diante do estresse. Ela faz nossos vasos se dilatarem, para fornecerem mais oxigênio e sangue para o conjunto dos músculos. Isso nos ajuda a fugir, correr ou agir nas situações de perigo.

Sabe quando a pessoa sofre algum acidente e diz que nem doeu? Ela está sob o efeito da adrenalina, que inibe a dor. Isso ajuda para que a pessoa consiga escapar da situação adversa.

  • Noradrenalina: Ela tem influência direta em nosso humor, sono e até na alimentação. Ligada ao sistema cardiovascular, ela é responsável por manter a pressão sanguínea em níveis normais.

Gônadas

Elas são glândulas que cuidam da parte dos hormônios sexuais. Nas mulheres ficam na região dos ovários e nos homens nos testículos. Dessa forma, elas agem controlando o ciclo de reprodução e a aparência característica que diferencia os homens das mulheres. Além da parte física, que modifica a parte exterior, como nascimento de barba ou tom da voz, a parte do comportamento também é norteado por estes hormônios. Vamos conhecer qual o principal hormônio masculino e o principal feminino?

  • Estrogênio: junto da progesterona, são os principais hormônios femininos. Eles preparam a mulher para a reprodução, fazendo todas as alterações corporais começarem, na época do início da adolescência. São responsáveis pelo ciclo menstrual, entre diversas funções.
  • Testosterona: ela é bem conhecida por ser um hormônio em maior circulação nos homens. Responsável pela força, maior quantidade de massa muscular em todo corpo, fertilidade e aumento da massa óssea nos períodos iniciais da adolescência.

Pâncreas

Esta glândula com certeza você já conhece! Localizado atrás do estômago, fica o pâncreas. Ele produz o suco pancreático, essencial na digestão dos alimentos que ingerimos. Além disso, a insulina e o glucagon. São eles muito importantes em funções que participam da metabolização dos alimentos. Vamos conhecer cada um deles:

  • Insulina: Se você conhece alguém que tem diabetes ou se você mesmo faz tratamento, já ouviu diversas vezes sobre ela. Ela capta a glicose do nosso sangue e consegue transportar para que se torne energia. Sem esse sistema funcionando o sangue com excesso de glicose, pode afetar negativamente o funcionamento de vários órgãos do corpo.
  • Glucagon: ele tem efeito reverso ao da insulina. Quando necessário ele age no fígado, estimulando a quebra do glicogênio para que se transforme em glicose. Ela então age normalizando as taxas de açúcar do sangue, evitando assim a hipoglicemia.

Paratireoides

Elas ficam na região do pescoço, na parte atrás da tireoide. O hormônio secretado atua nas concentrações de cálcio e fósforo da corrente sanguínea. Ele faz uma regulagem, se o cálcio do sangue fica baixo, ele retira dos ossos para normalizar. No caso de alguma disfunção, isso pode ocasionar a conhecida osteoporose.

Tireoide

Fica localizada no pescoço e tem formato que lembra uma borboleta. Nesta glândula, fica a secreção dos hormônios T4 e T3. Estes hormônios funcionam regulando o metabolismo de todas as funções do corpo. A deficiência ou aumento, por qualquer problema nesta glândula, acarreta do hipotireoidismo ou hipertireoidismo.

  • Hipotireoidismo: seria a secreção dos hormônios tireoidianos em diminuição não suprindo a necessidade do organismo. Os principais sintomas envolvem: sensibilidade ao frio, metabolismo lento, inchaço corporal e fadiga.
  • Hipertireoidismo: acontece com o aumento da secreção hormonal, afetando o corpo de maneira prejudicial. Os sintomas envolvem: aceleração dos batimentos cardíacos, calor excessivo, nervosismo e ansiedade.

Como funciona a consulta com o endocrinologista?

Percebeu como o sistema endócrino é importante e faz parte das principais funções do nosso corpo? Por isso, sempre que houverem alterações que envolvam este sistema é importante realizar a avaliação e os exames laboratoriais prescritos pelos profissionais de confiança de uma clínica médica de endocrinologia.

Os sintomas podem ser diversos e num primeiro momento, podem passar desapercebidos e confundidos com sintomas naturais que podem vir da idade ou de situações vividas. Mas somente o médico, pode dar o correto diagnóstico. Conforme a necessidade pode ser feita a reposição hormonal e por isso a clínica médica precisa fazer o acompanhamento periódico do paciente. Isso para garantir as corretas dosagens, ação da metabolização pelo organismo devida e tantos outros fatores.

Quer saber mais detalhes sobre a consulta com endocrinologista nas clínicas da GlobalMed? Acesse o nosso site e veja informações sobre esta e outras especialidades!

Não encontrou aqui todas as informações que buscava? Deseja ser atendido por um de nossos especialistas? Clique no link abaixo e agende sua consulta:

Não encontrou aqui todas as informações que buscava? Deseja ser atendido por um de nossos especialistas? Clique no link abaixo e agende sua consulta:

AGENDE ONLINE!

Os comentários estão desativados.

 
AGENDE ONLINE NOSSAS UNIDADES