Candidíase: a doença que atinge as mulheres

O biquíni molhado é um fator que pode ajudar a desenvolver candidíase em mulheres

Com a chegada do verão é comum que muitas mulheres desenvolvam Candidíase. Embora seja uma doença que atinge a maioria delas, sempre surgem dúvidas de como é transmitida e o que fazer para trata-lá. Grande parte das pessoas acreditam que ela é uma doença sexualmente transmissível, mas segundo a Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo, isso não é verdade.

O fungo causador da doença, conhecido como Candida albicans ou apenas Candida, é encontrado no corpo de homens e mulheres saudáveis em pequenas quantidades. O problema ocorre quando o corpo não consegue controlar a quantidade de Candida que habita a boca, órgãos sexuais, flora intestinal ou a pele. Período de estresse, baixa imunidade, uso de medicamentos e até mesmo a higiene em excesso, podem ser fatores que auxiliam a sua manifestação.

Apesar das mulheres serem as mais atingidas, homens também podem ter essa doença, mesmo que seja menos comum. Nem todos que entram em contato com ela desenvolvem a infecção. Devido a isso, quando a mulher apresenta os sintomas é indicado que o parceiro também faça o tratamento.

Tipos de Candidíase:

Existem diversos locais do corpo que podem ser afetados, porém os tipos mais comuns de ocorrerem são:

Candidíase Vaginal – Atinge principalmente as mulheres que estão com a flora vaginal desequilibrada ou o sistema imunológico enfraquecido. Isso pode acontecer por usar roupas apertadas ou molhadas, durante o uso de medicamentos como antibióticos e anticoncepcionais, durante a gravidez ou no período menstrual. Em uma dessas situações o fungo que já está presente no organismo pode se desenvolver e perder a capacidade de se controlar naturalmente.

Candidíase Oral – Qualquer pessoa, de qualquer idade pode desenvolver essa doença. O aparecimento pode ser devido a fatores que diminuam a imunidade, pelo beijo ou também pelo contato íntimo. É preciso ficar atento aos sinais de afta na boca ou dificuldades para engolir.

Principais sintomas:

Dependendo do local que atinge a Candidíase pode apresentar sintomas diferentes, sendo eles:

  • Vaginal ou Peniana (Sintomas na região íntima) – Coceira, ardência, inchaço na região genital, corrimento branco e espesso, ardência ao urinar e dor durante as relações sexuais.
  • Oral – Manchas brancas na boca e língua, dor de garganta, dificuldade para engolir e aftas.

Como prevenir a manifestação da doença:

Algumas atitudes podem ser tomadas para que esses episódios não ocorram. São eles:

  • Manter estilo de vida saudável, evitando estresse ou comportamentos que possam diminuir a imunidade
  • Não permanecer com o mesmo absorvente por muitas horas
  • Utilizar o preservativo durante as relações sexuais
  • Não ficar muito tempo com roupas íntimas molhadas ou úmidas
  • Manter uma dieta equilibrada, evitando o consumo exacerbado de açúcar
  • Se possível, dormir sem calcinha

Tratamento:

Para realizar o tratamento ideal  é preciso procurar um clínico geral,um ginecologista ou um urologista. Apenas um profissional poderá identificar a doença através do histórico e exames específicos, além de fornecer o medicamento ideal para o seu caso. Essa doença pode ser facilmente confundida com outras que tenham os mesmos sintomas. Por isso, é extremamente importante não utilizar nenhum remédio sem consultar o médico.

 

Se você nunca foi a um ginecologista, saiba mais na matéria:

Como lidar com a primeira consulta com o ginecologista

Não encontrou aqui todas as informações que buscava? Deseja ser atendido por um de nossos especialistas? Clique no link abaixo e agende sua consulta:

AGENDE ONLINE!
AGENDE ONLINE NOSSAS UNIDADES