São Paulo: 11 2222.1090 |

Ribeirão Preto: 16 4042.1911 |

Piracicaba/SP: 19 3927-5600

Saiba mais sobre o Autismo na Infância

O Autismo é uma espécie de transtorno que ocorre no cérebro, este transtorno pode provocar uma série de sintomas anormais. Como exemplo temos o comportamento, a pessoa pode agir diferentemente das demais pessoas saudáveis. Além disso, o Autismo pode desenvolver alguns interesses incomuns, a pessoa que sofre com este mau, pode se interessar por atividades ou padrões incomuns.

Acompanhe a seguir nossa postagem sobre o Autismo na infância mostrar quais são esses sintomas, podendo te ajudar a identificar se seu filho possui índices dessa doença tão pouco conhecida.


Existem três tipos de Autismo, que são eles o Autismo comum, a síndrome de Asperger, que é o estágio menos sério da doença, e também há outro tipo de Autismo cuja sigla de abreviação é PDD-NOS. Normalmente o Autismo manifesta alguns sintomas já quando a pessoa ainda é criança, geralmente esses sintomas aparecem até os 3 anos de idade.

Para identificarmos o Autismo, é importante termos conhecimento de quais são os sintomas da doença.

 

Sintomas do Autismo

Vale ressaltar que o Autismo pode não apresentar sintomas no início de vida da criança, e isso faz com que os pais inclusive achem que o bebê é normal.

Porém com o passar do tempo, a criança começa a apresentar os sintomas respectivos, geralmente esses sintomas se apresentam no segundo ou terceiro ano de vida.

Os sintomas de Autismo podem variar de nível, em alguns casos esses sintomas podem ser leves, quase que imperceptíveis, mas em alguns outros casos, os transtornos ocorrem de maneira mais notória e consequentemente séria.

 

Individualismo

A criança com Autismo pode apresentar uma certa individualidade bem notória, isso quer dizer que ela pode não gostar de se socializar com outras crianças.

Normalmente crianças dessa idade gostam de brincar com outras crianças, o que não ocorre com o bebê com Autismo.

O Autismo pode provocar ainda, um certo egoísmo com base na individualidade da mesma, a criança pode se recusar a emprestar seus brinquedos para os coleguinhas, podendo inclusive fazer birra por este motivo.

Fala incoerente

A criança com Autismo, tende a falar frases sem nenhum sentido respectivo. A fala pode ser acelerada, sem uma devida pausa nos momentos oportunos, a pessoa pode usar termos incoerentes, sem um sentido verídico. Além disso, a pessoa com Autismo pode simplesmente ficar em silêncio, ela pode se recusar a falar, mesmo que uma pessoa lhe pergunte algo.

Ela pode ainda substituir termos chaves que dão sentido a uma frase, por exemplo, ao invés de usar “eu”, ela usa “você” ou até mesmo “nós”.

 

Autismo na infância

Comportamento monótono

A pessoa com Autismo pode executar alguns comportamentos monótonos. Ela pode repetir uma mesma frase por pelo menos umas 20 vezes seguidas, ela também pode repetir movimentos específicos repetitivos.

Por exemplo, a criança com Autismo pode bater palmas diversas vezes, mesmo que não haja um motivo para tal. Pode ser feito outros movimentos de maneira anormal, como balançar a cabeça agitadamente, estralar os dedos, etc.

Comportamentos agressivos

Como dissemos, essa doença pode proporcionar comportamentos brandos e agressivos. No que se refere aos comportamentos mais sérios, o Autismo pode fazer com que a pessoa tenha certos desejos e ações pejorativas.

Como exemplo, a criança pode querer ferir a si mesma, sem uma explicação prévia, o Autismo pode provocar ainda, uma certa agressividade com as demais pessoas, por se tratar de uma criança, a agressividade com absoluta certeza pode ser um indício fortíssimo da presença do Autismo, visto que as crianças são extremamente dóceis.

Constrangimento

A timidez é um sentimento muito comum hoje em dia, principalmente com as crianças. Porém, existem alguns comportamentos que podem ser demasiadamente exagerados, a timidez em excesso pode ser indício do Autismo.

Além disso, é notório que as crianças com Autismo não conseguem manter o contato visual com os demais coleguinhas, ou até mesmo com os pais e com outras pessoas. Elas podem ainda, não ser capazes de associar pessoas; elas podem não reconhecer os pais, caso tenha mais pessoas ao seu redor.

 

Autismo na infância

 

Diagnosticando o Autismo

Caso suspeite do Autismo, com base nos sintomas descritos anteriormente, busque a orientação de um especialista o mais breve possível. Há alguns procedimentos que os médicos utilizam para definir se uma criança está mesmo com Autismo, veja quais são eles:

 

Histórico do bebê

O médico irá perguntar aos pais, como é o comportamento diário da criança, como ela anda, se comporta socialmente etc. Com base nessas descrições, o profissional de saúde já poderá ter uma noção se o bebê está mesmo com Autismo ou não.

Observação do médico

Além de descrever os sintomas de Autismo que ocorreram outrora com o seu filho, o médico o observará individualmente. Ele analisará o comportamento do mesmo no próprio escritório médico, e também sozinho isoladamente.

CTA BLOG

Dependendo de como for o comportamento do mesmo, o profissional de saúde saberá do que se trata tais sintomas. O que deve ser levado em consideração, é a fala, visto que a fala desordenada é uma peculiaridade forte de indivíduos com Autismo.

A coordenação motora também é outro critério muito requisitado para o descobrimento do Autismo, normalmente pessoas com Autismo possuem uma certa dificuldade em se locomover, e se houver essa dificuldade, pode haver movimentos involuntário ou fora do comum.

Não está descartado testes de visão ou até mesmo audição, e por fim, com base nos resultados obtidos por intermédio dos testes feito, o diagnóstico do Autismo ocorrerá. Caso seja outro tipo de complicação, ou se ainda os sintomas forem normais, o médico irá colocar em pauta todas as observações e conclusões finais.

Autismo na Infância: tem como prevenir?

Não, não há como prevenir o Autismo, até hoje os profissionais não conseguiram comprovar meios de prevenção para tal complicação. Mas assim como toda doença ocorrente em crianças, há grandes chances do Autismo ser provido de uma má formação do feto. Por este motivo, é de extrema importância cuidar bem da gravidez, medidas como se alimentar corretamente, praticar atividades físicas, e realizar os exames necessários, pode evitar o surgimento de complicações com a criança.

Não encontrou aqui todas as informações que buscava? Deseja ser atendido por um de nossos especialistas? Clique no link abaixo e agende sua consulta:

AGENDE ONLINE!
AGENDE ONLINE Mande um WhatsApp
Mande um Whatsapp