As 6 principais doenças ginecológicas

Todos os dias milhares de mulheres procuram um médico ginecologista com queixas de doenças ginecológicas.

Todos os dias milhares de mulheres procuram um ginecologista com queixas que podem ser sintomas de doenças ginecológicas. Os principais sintomas são sangramentos fora do período menstrual, corrimentos e dor pélvica e no abdômen.

Quando a paciente não frequenta regularmente o especialista, pode se tornar suscetível a manifestar alguma enfermidade. Procurar por um atendimento pelo menos 1 vez ao ano é importante para manter o órgão genital feminino livre de bactérias, fungos e vírus.

Quais são as doenças ginecológicas mais comuns?

Candidíase

A candidíase é uma infecção vaginal causada pelo fungo Cândida ou Monília. Uma das principais características da doença é a o corrimento esbranquiçado, coceira e irritação na área genital.

Apesar de muitas pessoas acharem que é uma doença sexualmente transmissível, essa doença não ocorre apenas através do contato íntimo. Esse fungo pode estar presente na flora vaginal, surgindo quando a imunidade abaixa.

Entenda todos os sintomas e como prevenir a candidíase.

Síndrome do Ovário Policístico

A Síndrome do Ovário Policístico é uma das doenças ginecológicas mais comum entre as mulheres de idade fértil. Também conhecida pela sigla SOP, uma das principais características é a alteração dos níveis hormonais, aumentando a produção de testosterona (hormônio masculino).

Uma das principais manifestações são os ciclos menstruais irregulares. Após a realização de exames é possível perceber que esse distúrbio leva a formação de cistos no ovário que aumentam de tamanho. Não há uma explicação específica da causa, mas muitos especialistas acreditam que possa ser uma doença de origem genética e até por resistência à insulina no organismo.

Quer saber um pouco mais sobre a Síndrome do Ovário Policístico? Acesse o link.

Endometriose

Durante o período fértil, o endométrio, tecido que reveste o útero, fica mais espesso para que o óvulo seja fecundado. Quando isso não acontece, ele descama, ocorrendo a menstruação.

A endometriose acontece quando uma pequena parte do sangue vai para o sentido oposto, caindo fora da cavidade uterina, ou seja, trompas, intestino, ovário e bexiga. Esse distúrbio acaba ocasionando a chamada lesão endométrica.

As principais características são a cólica intensa e a infertilidade. Essa doença pode atingir as mulheres desde a primeira menstruação até a última. Porém, muitas só percebem quando estão tentando engravidar.

Ficou com dúvidas sobre a endometriose? Saiba um pouco mais sobre essa condição.

Infecção Urinária

A infecção urinária é uma doença comum entre as mulheres. Ela ocorre por diversos fatores, como segurar a urina mesmo estando com muita vontade de utilizar o banheiro, higiene incorreta da região perineal permitindo que as bactérias do trato gastrointestinal migrem para a bexiga e devido às relações sexuais.

Existem dois tipos, a cistite que causa problemas na bexiga, e a pielonefrite que afeta os rins. Ambas causam problemas para a saúde, porém, a segunda é mais grave, provocando sintomas mais rigorosos.

Para saber quais medidas tomar para prevenir a infecção urinária, veja o texto.

Vulvite e Vulvovaginite

Ambas são infecções e inflamações que ocorrem na parte externa da vagina. Elas são causadas pela presença de micro-organismos, como fungos, bactérias, protozoários ou até mesmo por alteração da flora bacteriana.

A vulvite provoca irritações apenas na vulva, já a vulvovaginite causa alterações também na vagina e colo do útero. Os principais sintomas são corrimento, vermelhidão, dor na relação sexual e coceira intensa.

Mioma

O mioma uterino é um tumor benigno formado por tecido musculares, de acordo com o Ministério da Saúde. Quando são pequenos podem não causar nenhum problema para a saúde, porém, quando crescem apresentam cólicas intensas, hemorragias, infertilidade, dor durante as relações sexuais e aumento do útero.

Esse distúrbio é causado por uma desordem hormonal, no caso, aumento de estrogênio. Acredita-se que mulheres obesas, de pele negra ou que nunca tiveram filhos são as mais atingidas. O maior número de casos está naquelas que têm entre 30 e 50 anos.

Como prevenir essas doenças?

Para evitar que elas aconteçam é necessário procurar atendimento com um ginecologista. Os exames ginecológicos solicitados podem diagnosticar algum distúrbio desde o início, impedindo que se agravem e provoquem a maioria dos sintomas. Estar em dia com as consultas ginecológicas é a única forma de garantir que a saúde e o bem estar da mulher.

Não encontrou aqui todas as informações que buscava? Deseja ser atendido por um de nossos especialistas? Clique no link abaixo e agende sua consulta:

AGENDE ONLINE!
AGENDE ONLINE NOSSAS UNIDADES