O que é a Aids e como funciona o novo método de prevenção

Para iniciar o tratamento é preciso conferir se não tem a doença

Apesar de grande parte das pessoas terem conhecimento sobre a AIDS, a doença continua infectando vários brasileiros. Segundo o boletim epidemiológico realizado pelo Ministério da Saúde em 2017, nos últimos cinco anos surgiram 40 mil novos casos de AIDS no Brasil. Para tentar reverter essa situação, um medicamento chamado Profilaxia Pré-exposição (PrEP) foi criado e está sendo utilizado em diversos países para evitar o contágio pelo HIV.

O HIV é o nome dado para o vírus da imunodeficiência humana causador da Aids. Ele ataca o sistema imunológico, responsável por proteger o organismo contra doenças. Possuir HIV não é a mesma coisas que ter Aids. Muitas pessoas soropositivas não desenvolvem a doença, mas podem transmitir vírus caso não estejam fazendo tratamento. Esse contágio é feito através de relações sexuais sem camisinha, de mãe para filho durante o parto, por instrumentos que cortam ou furam não esterilizados, pela amamentação ou utilização de seringas contaminadas.

Para reduzir o número de pessoas contagiadas pela doença, foi criado o PrEP, também batizado de “Combina!”. Ele é um medicamente antirretroviral de uso preventivo criado para reduzir a probabilidade de infecção pelo HIV em até 90%. Isso desde que seja tomado regularmente e da maneira correta.

Para quem é indicado o uso do PrEP (prevenção a Aids) no SUS

  • O medicamento é indicado para pessoas com maior vulnerabilidade de contrair o vírus, são eles:
  • Gays, Travestis e Transexuais
  • Casais sorodiferentes (em que apenas um deles possui HIV)
  • Trabalhadores (as) do sexo

Caso você esteja dentro de uma dessas categorias ou tiver práticas sexuais desprotegidas, correndo o risco de infecção pelo vírus, é aconselhado que procure um clinico geral e confira se é o ideal para o seu caso. Antes de iniciar o tratamento, é necessário também realizar alguns exames e verificar se está tudo certo.

A realização do exame de HIV é essencial devido ao fato da doença ser silenciosa e na maioria dos casos ser passada despercebida. O uso do remédio pode fortalecer o vírus em pessoas que tem a doença.

Quanto tempo o medicamento demora para começar a fazer efeito

Após começar a consumir o PrEP, ele iniciará o efeito após 7 dias em relação sexual anal e 20 dias para relação sexual vaginal. O remédio não dispensa o uso do preservativo, pois não previne a gravidez, nem outras doenças sexualmente transmissíveis.

É importante lembrar que o uso do medicamento pode trazer efeitos colaterais como: diarreia, náuseas, inchaços, gases, etc.

Não encontrou aqui todas as informações que buscava? Deseja ser atendido por um de nossos especialistas? Clique no link abaixo e agende sua consulta:

AGENDE ONLINE!
AGENDE ONLINE Mande um WhatsApp
Mande um Whatsapp