São Paulo: 11 2222.1090 |

Ribeirão Preto: 16 4042.1911 |

Piracicaba/SP: 19 3927-5600

6 dicas para prevenir a conjuntivite alérgica

A conjuntivite alérgica pode ser causada por diversos fatores, como por exemplo ácaros, poeira e até mesmo por maquiagem.

O que é conjuntivite alérgica?

Durante algumas épocas do ano, como o inverno, o verão e principalmente na primavera, a tendência é que o clima fique mais seco e com mais vento. Essas características climáticas podem aumentar a incidência de ácaros, poeira e pólen no ar.

Para algumas pessoas, o contato com esses agentes causadores de alergia podem não ter nenhuma influência na saúde, mas para outros podem ser a principal causa do que chamamos de conjuntivite alérgica. Essa alergia ocular é uma inflamação não contagiosa, mas bastante incômoda, podendo atrapalhar a rotina de quem está passando pela situação.

Além dos fatores ambientais, a ocorrência dos sintomas também podem surgir quando os olhos entram em contato com pelos de animais, determinados medicamentos, maquiagens e lente de contato. Apesar da possibilidade, esses fatores não são tão comuns.

Qual a diferença da conjuntivite alérgica para a bacteriana/ viral?

Esse tipo é diferente da conjuntivite viral ou bacteriana, as mais conhecidas por grande parte da população, causadas pela contaminação por vírus ou bactérias. A conjuntivite alérgica é uma resposta do sistema imunológico a algo inofensivo, mas que o corpo julga como estranho, provocando respostas exageradas.

Quais são os principais sintomas?

Os sintomas da conjuntivite alérgica ficam localizados nos olhos, sem provocar nenhuma alteração no resto do corpo. Segundo a Sociedade Brasileira de Oftalmologia, as principais manifestações são:

  • Vermelhidão
  • Coceira
  • Lacrimejamento
  • Edema na conjuntiva

Como evitar que essa doença aconteça?

A conjuntivite alérgica é causada por diversos fatores e para evitar que ela aconteça é preciso seguir algumas dicas, sendo elas:

  1. Não deixe a residência acumular poeira
  2. Tente não chegar perto de produtos de limpeza com cheiro forte
  3. Evitar deixar as janelas abertas durante a primavera
  4. Não abrir os olhos dentro de piscina com cloro
  5. Não utilizar maquiagens que estejam fora do prazo de validade
  6. Trocar com frequência as roupas de cama

Qual médico procurar em caso de suspeita?

Ao notar as primeiras manifestações da doença, é indicado procurar um alergista ou um oftalmologista. Apenas um especialista pode diagnosticar a doença e indicar o melhor tratamento para conjuntivite alérgica. É recomendado não utilizar nenhum medicamento sem a prescrição médica.

Não encontrou aqui todas as informações que buscava? Deseja ser atendido por um de nossos especialistas? Clique no link abaixo e agende sua consulta:

AGENDE ONLINE!
AGENDE ONLINE Mande um WhatsApp
Mande um Whatsapp